terça-feira, 11 de setembro de 2018

Dicas de Dubai

O que fazer em Dubai?



Dicas de Dubai:  Informações importantes para sua viagem

  • Língua: A língua oficial do país é o árabe, mas o inglês é amplamente falado, sendo uma das principais línguas dos jornais, revistas, emissoras de TV, sem contar em hotéis, restaurantes, meios de transportes, sinais de trânsito e parques. Dubai é efetivamente bilíngüe.
  • Moeda: A moeda nos Emirados Árabes Unidos é o dirham (AED ou Dirham dos Emirados Árabes), abreviado para Dhs ou DH que, curiosamente, também são escritas em inglês, no verso das notas.
  • Taxa de Câmbio: A taxa de câmbio do dirham em relação ao dólar é fixada em Dhs 3,6725 para US$ 1,00 ( 1Dhs equivale a US $ 0,272). Em relação ao Brasil, o câmbio é de 1,109 Dhs para cada R$ 1,00.
  • Visto de entrada: Brasileiros necessitam de visto para entrar nos EAU. Os vistos podem ser fornecidos por intermédio de companhias aéreas (Emirates, Etihad Airways), de agências de turismo nos EAU ou do hotel reservado, desde que com prévia solicitação.
  • Passaporte:  O passaporte deve ter data de expiração superior a seis meses na data de entrada nos Emirados Árabes Unidos.
  • Voltagem: Em Dubai a voltagem elétrica é de  220V, assim é bom levar um adaptador universal para carregar celulares, tablets, etc.

Código de comportamento: Como se comportar em Dubai

Apesar de ser um país integrado com a modernidade ocidental, onde a presença de estrangeiros é muito superior à população de emirados, os turistas devem lembrar que Dubai, assim como todo o país, ainda é uma cidade muçulmana. Leia abaixo algumas regras básicas a serem observadas:
  • Exibições públicas de afeto:
As demonstrações públicas de afeto entre casais não fazem parte da cultura. Então, com a ocidentalização da cidade, o Conselho Executivo de Dubai criou em 2009 o “Código de Conduta” para que visitantes e turistas saibam como se comportar em público segundo os costumes locais.
É permitido dar as mãos, mas beijar e fazer carícias em público são considerados como ofensa à decência pública. Esse tipo de demonstração de afeto, bem como algum tipo de assédio sexual, principalmente com mulheres, pode ser punido com prisão ou deportação.Na prática, beijar em público pode ser apenas mal visto. Mas, havendo uma queixa formal na polícia, a situação pode mudar drasticamente. Sabe aquele abraço gostoso enquanto o casal nada no mar juntinho, sob o sol de 40 graus … Pode esquecer! Os salva-vidas também estão lá para evitar esse tipo de conduta.
  • Roupas
Em locais públicos é recomendado aos turistas que se vistam de forma moderada, cobrindo ombros e joelhos, evitando transparências e decotes excessivos. As mulheres estrangeiras podem usar roupas ocidentais, não sendo obrigatório o uso do véu na cabeça (exceto nas mesquitas). Usar tops decotados e mini saias pode trazer um enorme problema, caso algum árabe se sinta “ofendido” e resolva chamar a polícia. Nas praias, parques aquáticos e piscinas, são aceitos trajes de banho (inclusive biquínis). O “topless”, comum nas praias brasileiras, é estritamente proibido. Não é permitido ir para as calçadas e ruas, ou qualquer lugar público, usando somente biquínis e sungas, nem andar sem camiseta.
  • Fotografia
É recomendado não tirar fotos de pessoas em lugares públicos, especialmente de mulheres e crianças, sem permissão. Mesquitas e instalações militares também não podem se fotografadas.  Nos shoppings e mesquitas, por exemplo, existem guardas que monitoram os visitantes e avisam da proibição de tirar fotos.
  • Álcool
O consumo bebidas alcoólicas é permitido apenas para não muçulmanos em lugares licenciados, como bares, espaços privados e restaurantes localizados em grandes redes hoteleiras, como Sheraton e Hilton, ou residentes com a permissão específica. Estar bêbado em lugares públicos para as leis locais é uma ofensa e se denunciado às autoridades pode acarretar multa ou prisão.
  • Como dirigir em Dubai
A carteira de motorista brasileira não é aceita nos EAU. Os turistas devem obter a carteira no modelo internacional para poder alugar um veículo, além de respeitar os requisitos apresentados pelas locadoras de acordo com a lei local. As regras de trânsito são rigorosas e a fiscalização por policiais e radares fotográficos é constante.
  • Regras durante o Ramadã
O Ramadã é um período sagrado quando os muçulmanos comemoram a revelação do Alcorão (texto religioso do islã) ao profeta Maomé. Cai sempre no nono mês do calendário islâmico, que segue o calendário lunar, com 12 meses e apenas 354 dias.Durante um mês os muçulmanos são obrigados a jejuar do amanhecer até o anoitecer, abstendo-se de comer e beber, sexo, fumar e até gomas de mascar são proibidas. Em 2018, o Ramadã deve começar em 16 de maio e terminar em 14 de junho.Para os não-muçulmanos, essa regra não é obrigatória. Devem apenas respeitar o mês sagrado e abster-se de comer e beber em locais públicos durante o dia. Muitos restaurantes efetivamente se tornam locais “privados”, cobrindo as áreas de refeições da vista do público.A maioria das casas noturnas e bares fecham durante o Ramadã e os que ficam abertos têm funcionamento após o por do sol. Shoppings e supermercados costumam ficar abertos durante o dia, mas algumas praças de alimentação são fechadas.
Um lado positivo para os turistas no período do Ramadã é a possibilidade de fazer uma viagem econômica. Sim, é possível! Isso porque é um período em que muitos hotéis oferecem descontos incríveis nas suas tarifas. 

Qual a melhor época para visitar Dubai

Dubai tem um clima árido e subtropical, com dias ensolarados e temperaturas altas durante todo o ano. Chuvas, apesar de raras, podem acontecer no inverno.
A melhor época para visitar Dubai é entre dezembro e março, quando a temperatura é agradável durante o dia e fria à noite, geralmente entre 15º e 28º graus.
No período de julho e agosto Dubai se torna um posto desconfortável, com temperatura alta média de 41º C e elevado nível de umidade. Muitos moradores tiram férias e deixam a cidade. Entretanto, para os turistas é um ótimo período, pois os hotéis costumam oferecer excelentes descontos.
Sobre minha viagem:
Eu fui fazer um cruzeiro pelos Emirados Árabes, chegamos em Dubai e passamos a noite em um hotel bem perto do shopping Dubai Mall, usamos para nos locomover em Dubai o Uber, pois o real é quase o mesmo valor que o dirham, então o valor era bem acessível.



Depois fomos caminhar pela praia Jumeirah Beach e assistir ao pôr do sol com o a vista do Hotel Burj Al-Arab.



Pegamos o navio no porto e chegamos no outro dia em Abu Dhabi, fomos visitar a mesquita mais famosa chamada Mesquita do Sheikh Zayed, não paga nada, mas as mulheres tem que estar cobertas dos pés a cabeça, eles te emprestam a roupa para poder entrar, vale muito a pena, é um lugar maravilhoso, os detalhes todos em ouro e toda feita de mármore carrara.


































Logo depois fomos fazer o passeio de 4x4 no deserto, a melhor experiência da nossa vida! Esse passeio é um dos mais caros em Abu Dhabi, mas vale muito a pena, passamos pelas dunas do deserto e vamos em direção a um resort no meio do deserto para um jantar típico árabe com direito a banda e dançarina!
No terceiro dia fomos para uma ilha chamada Sir Bani Yas Is, maravilhosa!!!! Almoçamos na linha tudo feito pela MSC e tinham vários esportes que você podia praticar, ficamos curtindo a ilha e tomando sol nesse dia.
Depois de um dia todo em navegação chegamos em Muscat, Oman. Nessa cidade fizemos o passeio pelos mercados chamados Souk, com muitas coisas típicas árabes, é muito incrível, lá você vê as mulheres mais conservadoras de burca toda coberta, tinha umas que tinha até o olho coberto, uma cultura muito diferente da nossa e que é muito legal conhecer.
Depois voltamos para Dubai, e fizemos um tour pelos shoppings, souk.
Fomos no Souk Madinat Jumeirah um mercado tradicional Árabe, mas parece mais que você está na Disney, porque os mercados tradicionais não são lindos igual o Madinat Jumeirah.








Depois fomos ao Mall of the Emirates tem várias lojas americanas e os valores das peças estão em dólar e dirham, você pode escolher como quer pagar.
Depois fomos para o Dubai Mall e assistimos o show das fontes, a maior fonte de danças do mundo, no meio do lago do Burj Khalifa, que dispara jatos de água de até 150 metros. O espetáculo é acompanhado por um repertório musical e, à noite, um show de luzes. Apresentações ocorrem de segunda a quinta-feira e de sábado a domingo, às 13h e 13h30 (Sexta-feira às 13h30 e 14h) e a cada 30 minutos a partir das 18h até às 23h.
Não subi no "At the Top" Burj Khalifa, pois para ter um preço melhor precisa comprar pela internet e não sabia exatamente o horário que eu estaria no mall.
Viajar para os Emirados é uma experiência unica, vale muito a pena conhecer!
Eai, partiu Dubai?

Nenhum comentário:

Postar um comentário