quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Espelho espelho meu porque eu não sei mais quem sou eu?


A Marcella antes do tratamento


 Marcella no diagnóstico passando pela transformação do cabelo




Marcella no tratamento





Marcella se recuperando do tratamento


Marcella 1 ano e meio depois do fim do tratamento

Câncer e a beleza


Depois de vocês verem essas fotos e a minha transformação vocês vão compreender o post de hoje muito melhor.

O espelho durante o tratamento é um dos desafios diários que temos que enfrentar, acordar e de repente ter que mudar seu visual obrigatoriamente não é tão agradável assim, nós mulheres adoramos dar uma mudada no visual mais isso quando vem da nossa vontade e não quando as circunstâncias nos obrigam a isso.

O primeiro desafio é o cabelo, pois as quimios começam a fazer ele cair e ai você se vê obrigada a cortar ele chanel até que chega uma hora em que a careca é inevitável, depois vem as mudanças no corpo, a quimioterapia nos deixa muito cansada e ir para academia já não fazia mais parte do meu dia a dia, muitas pessoas pensam que a quimioterapia faz só as pessoas incharem, mas comigo foi ao contrário e isso pode acontecer sim eu emagreci muito e tudo que sai do normal é desagradável, não queremos ficar inchada e nem magra de mais, essas mudanças em nosso corpo começam a aparecer e as roupas já não podem ser mais as mesmas, não temos mais calças que nos valorizam, saias que valorizem as pernas ou blusas que mostrem as costas bem definida, porque o peso não é mais o mesmo e os músculos atrofiam pois você não tem mais a disposição de antes e a quimioterapia causa fadiga e atrofia seus músculos. A pele resseca demais e perde o brilho e a cor da pele então fica igual ao dos Sympsons (rsrsrs).

Diante de tantas mudanças como encarar o espelho???

É ai que começa a surgir uma nova Marcella, comecei a me reinventar, minha imagem não era mais a mesma, mas eu não queria me sentir mal só por não estar no peso ideal e com o meu cabelo comprido, comecei a usar e abusar de acessórios, brincos, me maquiava de uma forma que não prejudicasse minha pele, sempre com protetor solar pois esse é um cuidado primordial durante o tratamento e usar as roupas que não me deixasse perceber o quanto eu estava magra, e foi assim que fui passando pelas fases difíceis e encarando a cada dia a nova Marcella através do espelho, e hoje poder me olhar e voltar a me reconhecer é muito bom, voltar a usar minhas roupas sem sobras e me sentir bem é maravilhoso.

Por isso, se você está passando por essa fase, se reinvente, se descubra e use roupas e acessórios para se valorizar e te ajudar a passar por essa fase, porque como vocês viram nas fotos aqui em cima tudo passa e volta e bem melhor do que era!

beijos




Um comentário:

  1. Olá Marcella! Vi sua reportagem no Jornal do SBT e achei muito linda sua história! Espero ter a mesma noticia que você no fim do meu tratamento. Tive o diagnóstico de leucemia a um pouco mais de 2 anos e ainda não terminei meu tratamento, pois tive muitas complicações. Queria poder entrar em contato com você pra podermos trocar algumas idéias! Pode ser pelo Instagram (@mazolinii_).
    Parabéns guerreira, que Deus te abençoe e ilumine sempre!

    ResponderExcluir